Perfil da Cidade

Perfil: população e atividades econômicas:

São Gonçalo do Pará tem uma população estimada de 11.475 habitantes (IBGE/2015)(Censo 2010: 10.398 habitantes). Conhecida como a Cidade do Doce, possui atividade econômica variada. É relevante o segmento calçadista, seguido de indústria têxtil, curtidoras, indústria de doces e laticínios, cerâmicas, siderurgias, granjas e um grande número de comércio. Além do centro, o município tem os bairros São Francisco, São Paulo, Lago Azul, Bela Vista, Bonfim e Nossa Senhora Aparecida. Fazem parte de seu território cinco comunidades rurais: Prata de Cima, Prata de Baixo, Água Limpa, Campo Alegre e Quilombo do Gaia. Localizada numa posição geográfica estratégica, entre as rodovias MG 050 e BR 262, São Gonçalo do Pará.

Atividades culturais e religiosas

Como patrimônio cultural histórico, destaca-se a Igreja Matriz (do século 18, estilo barroco), cemitério (1855, cercado de muro de pedras edificado por escravos), praças e escola. A cidade é marcada pelas seguintes festividades: Festa do Padroeiro (10 de janeiro), Carnagonçalo, Celebração da Semana Santa, Arraiá Gonçalo,Encontro de Carro de Boi Rodeio, Festa de Nossa Senhora de Aparecida, Festa de São Cristóvão, Festa do Rosário, Festa à Fantasia e Natal da Alegria.

 

Hino do Município

Na clareira verdejante esplendorosa
Desta linda e fagueira região
Apareceu a imagem milagrosa
de São Gonçalo junto ao Ribeirão

Assim começa a verdadeira história
Desta terra mais linda que há
Que segue firme pelos caminhos da glória
Torrão querido São Gonçalo do Pará

Com orgulho para sempre hei de dizer
Sou teu filho e só por ti quero viver
Sei que aqui sempre encontrarei guarida
São Gonçalo do Pará és minha vida

Rio São João, Rio Pará e o Cruzeiro
Cachoeira do Ribeirão dos Morais
Sua matriz um tesouro verdadeiro
Construído por braços leais

Foi Felipe de Freitas outrora
Do sertão o audaz desbravador
Que construiu esta que é agora
Joia rara de paz e esplendor

Com orgulho para sempre hei de dizer
Sou teu filho e só por ti quero viver
Sei que aqui sempre encontrarei guarida
São Gonçalo do Pará és minha vida!

------------------------------------------------------------

Áudio: https://www.youtube.com/watch?v=8svvkknn2k0

 

Brasão

Bandeira do Município

 

Dados sobre a bandeira de São Gonçalo do Pará

 

A bandeira de São Gonçalo do Pará foi criada pela Lei Municipal de 5 de dezembro de 1973. Constam na flâmula imagens que simbolizam algumas características da economia e cultura sangonçalense. A cidade conhecida como Terra do Doce  alcançou maior amplitude e diversificação em sua economia.

Entre os símbolos, há uma engrenagem e a representação da indústria que demonstram a vocação da cidade para o progresso e desenvolvimento. As montanhas e o rio simbolizam o Rio Pará  que banha o território municipal e apontam o potencial turístico ecológico. Outro símbolo representa a vocação pecuária. Os ramos (cana e milho) simbolizam  a existência de um grande número de famílias ligadas à agricultura familiar. No centro do brasão há uma cruz que simboliza a fé cristã dos sangonçalenses.

A cor rósea simboliza a ternura e a tranqulidade dessa cidade situada no centro-oeste mineiro. No dístico, há duas datas, sendo o dia 1º de janeiro de 1949 a emancipação político-administrativa do município. 

 

 

Texto sobre a cidade

"O perfil de uma cidade é como um retrato que revela seus detalhes.

São Gonçalo do Pará renasce todos os dias com a luz do sol iluminando seu relevo de contornos suaves onde repousa uma natureza exuberante. A cidade é assim, simples e acolhedora para quem vem em visita ou a trabalho.

É uma tarefa impossível falar de São Gonçalo do Pará, como é difícil falar de sentimentos de afeto e ternura. O melhor mesmo é demonstrar. E é isso que a cidade faz em cada dia, desde quando ainda era um pequeno povoado banhado por águas cristalinas que murmuravam ao som da brisa fresca perfumada com o cheiro da terra molhada e a mata verde.

São Gonçalo do Pará tem aquele jeito mineiro de fazer as coisas, como os bordados de Monte Sião, a cachaça de Salinas, o torresmo com tutu de feijão de Montes Claros, as serestas de Diamantina. Aqui se faz a boa prosa ao sabor de um bom naco de goiabada ou doce de leite com queijo.

Gente jovem e gente madura, que contrastam a caminhada calma pelas praças e ruas com as “bikes”, que serpenteiam as trilhas, montadas por seus “Augustos Cavaleiros” da moderna velocidade.

Aqui se bebe uma cerveja gelada acompanhada de um saboroso tira gosto, se vive a vida da forma mais amiga que se tem conhecimento. Ou se conhece o ponto de interseção entre o passado e o futuro visitando os monumentos da história de sua gente.

Conhecer São Gonçalo do Pará é como parar o tempo para apreciar melhor a vida. É como sentir o vento no rosto e o cheiro de capim fresco. É acima de tudo, conhecer as perspectivas de um povo que tem compromissos com a alegria do presente para não perder de vista o seu futuro: é preciso conhecer. É ver pra crer!"




TAG's: Perfil, Cidade

Inicial | Voltar
Link permanente: